Dos lugares: Croácia

 O primeiro lugar que fui na Croácia foi a ilha de Brač, que fica mais ou menos no meio do país perto da ilha de Hvar, mais famosa por ser um lugar de festas e bares. 

 Brač é relativamente grande, mas como fui para trabalhar acabei ficando somente na cidade de Bol e não me arrependo, pois é nessa cidade que fica uma das praias mais famosas da Croácia a Zlatni Rat. Essa praia é formada por um braço de areia que adentra no mar, formando como que duas praias distintas de acordo com o vento: de um lado uma piscina perfeita para nadar, de outro ondas e ventos para esportes náuticos como windsurf e kitesurf.


Outra vantagem de Bol é o trekking que podemos fazer em Vidova Gore, a montanha mais alta das ilhas Adriáticas com 778m de altitude e de onde se tem uma vista privilegiada da praia de Zlatni Rat. 


A cidade em geral é tranquila, com bons restaurantes e praias bacanas para relaxar. 

O Hostel que eu trabalhei era ótimo. Tudo novo, organizado e limpo. Eu trabalhava de manhã na limpeza e arrumação e tinha a tarde toda livre. Foi uma experiência interessante. Eu era a única voluntária e fui bem paparicada pelos donos, como comida e bebida à vontade. Por outro lado, por eu não ter companheiros de trabalho, minha relação era somente com os guests. Estes pareciam saídos do reality show inglês “Made in Chelsea”, jovens recém-saídos da adolescência, com dinheiro, cujo único objetivo era passar o dia inteiro bebendo na beira da piscina. Então não, esse não é o meu terreno… Com um dos litorais mais lindos da Europa, qual a função de passar o dia todo na piscina?!?! 

Enfim… 

Split

Depois de ficar 2 semanas na ilha segui meu caminho, mas antes de ir para a Bósnia fiquei um dia em Split, a cidade continental que faz ligação com Brač e Hvar. 

Split é a segunda maior cidade da Croácia e o coração da Dalmácia. No ano de 293 D.C. o imperador romano Diocleciano mandou construir um palácio nessa região para viver quando de afastasse da direção do império, o que ocorreu em 305 D.C. O Palácio de Diocleciano é na verdade como uma cidade murada e é dentro de suas vielas e torres que se concentra a agitação da cidade.  


É possível subir na Torre do Sino e na Catedral, mas o mais interessante é percorrer as galerias subterrâneas do Palácio. Primeiro porque são galerias subterrâneas de um palácio de mais de 1.700 anos e segundo porque é Split é uma das locações de Game of Thrones e é onde a Daenerys prende seus lindos dragões. (I’m not a princess, I’m a Khaleesi). 

Dubrovnik

Um dos lugares mais famosos da Croácia é Dubrovnik e destino de 100% dos turistas que visitam o país e há bons motivos para isso. Uma cidade fortificada, encravada em uma encosta rochosa que deságua nas águas cristalinas do Mar Adriatico. Não a toa, Dubrovnik é conhecida como Pérola do Adriatico. 


Por esse motivo a cidade é bem cara para os padrões croatas, chegando a custar mais de € 30 a diária em quarto compartilhado perto do centro da cidade.  

O mais interessante na cidade é caminhar pelas vielas cheias de lojas e restaurantes e contornar a cidade caminhando pela muralha. As pedras encaixadas à perfeição, os diversos fortes e o mar quebrando embaixo valem a viajem. 

Hoje em dia, outra grande atração é o fato de que Dubrovnik foi cenário para várias cenas de Game of Thrones. É aqui onde foi encenada a Batalha de Porto Real e a Walk of Shame de Cercei. E sim, como fã, é um prazer passar por esses mesmo lugares. 

Zadar

Zadar, como outras tantas cidades croatas é dividida entre a murada Old Town e as belíssimas praias. É aqui também que é possível observar um dos mais lindos por-do-sol da Europa, segundo eu, Hitchcock e milhares de turistas. 


Na orla há duas construções arquitetônicas interessantes: o Sea Organ que são escadarias vazadas que emitem uma música única criada pelo movimento das águas do mar e o Greeting the Sun, que acumula energia solar e começa a brilhar suas luzes quando o sol se põe. 

Zagreb

Zagreb é a capital da Croácia e é uma cidade cosmopolita dividia em cidade alta e cidade baixa. É interessante caminhar pelas ruas, vendo as pessoas em suas atividades cotidianas. Depois de passar por tantos lugares de beleza impressionante na Croácia, tenho que admitir que Zagreb surgiu como uma cidade comum, mas que ainda vale perder um ou dois dias por aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s